sábado, 20 de dezembro de 2014

Poeta


Da janela do meu quarto
não sobra sol de
tanto pingo

mas sobra poeta.
Poeta não se bronzeia e se,
não é poeta

Mas se na sombra
vegeta, veja só:
poeta

domingo, 7 de setembro de 2014

Aos descendentes

Minha mãe diz
que a bisavó foi
pega no laço

que era índia bonita
do cabelo liso
e do sorriso afiado

que agradecia
às bilocas azuis do vovô
que ninguém havia herdado

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Reza

No mundo do culto
Tudo no canto
Até o que é santo

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Em Estrela do Sul

Os moradores se orgulham
de terem saído em uma página
da Revista Cruzeiro
na década de setenta

Era a foto de uma placa
grudada na entrada de um
restaurante que dizia -
Fechado para o almoço

Quem disse foi Seu Branquinho
logo depois de me olhar e perguntar -
Olha que grama verdinha,
Não te dá vontade de pastar?

quinta-feira, 28 de agosto de 2014


Feiticeiro feliz
É o que faz simpatia
Do que está por um triz

sábado, 23 de agosto de 2014

cada canto é tão ciclópico


Por menor que seja toda
sexta-feira termina um ciclo
e é por isso que são ciclópicas
todas as segundas-feiras,
ciclotímidas segundas-feiras
dos ciclistas

Mas há também as segundas-feiras
dos ciclorápidos
cicloferas, cicloincríveis
meninos de triciclos,
para eles são também ciclópicas
as segundas-feiras

Para mim o caderno aberto há horas
já se tornou ciclópico,
confirmando que pendurar
um poema na  
                      cabeça
não nos redime

Enorme já é cada pingo que cai lá fora
os quais confundo as vezes com
o chuvisco que soa agora de um velho
disco

terça-feira, 22 de julho de 2014

Viajar

Vaguear
Até se tornar 
O lugar
Um vago lar

Porém voltar

sábado, 10 de maio de 2014

Líquidos

Entre a dor do
Dolo
E a cor do
Colo

Líquidos.
Lembram-se de quando
O amor era no
Tête-à-tête

(Silêncio: - corpos resvalam-se em um carpete)

Não se importam
Dão todo tributo aos vinte minutos
São efêmeros
Como um ninho que se recolhe no mar

Ou como um segredo.
Mas há lugares
Amor
Em que o tempo não chega

Frentes frias
Sempre caminham
com as costas
quentes...

sábado, 19 de abril de 2014

sábado, 15 de março de 2014

Leito


Quando a noite
é de lua crescente
o céu vira poente

e a lua se deita na estrada

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Meia-noite


Todo mundo é meio
Meio
Até virar um copo
Cheio

sábado, 4 de janeiro de 2014

Virada


a partir de agora repete
365 dias no ano
cai um sol do céu

(com Lucas Carvalho)