sábado, 20 de dezembro de 2008

perceber/ser percebido

"Uma das meias cidades é fixa, a outra é provisória e quando termina a sua temporada, é desparafusada, desmontada e levada embora, transferida para os terrenos baldios de outra meia cidade. [...] A cidade de quem passa sem entrar é uma; é outra para quem é aprisionado e não sai mais dali; uma é a cidade a qual se chega pela primeira vez, outra é a que se abandona para nunca mais retornar...”
(As Cidades Invisíveis, ITALO CALVINO)



eu n vejo lá na frente.

rumo ao TFG

Um comentário:

  1. olha só reabriu espaço para comentários. sabia q não conseguiria viver sem saber o q eu penso! hauahuahau
    é... rumo ao tfg... ToT

    ResponderExcluir